Loading...

PAPINHAS DA XICA - REFEIçõES EM FAMíLIA

Sandra Santos  

0


Excerto

background imagebackground imageA Francisca chega sem precisar de dizer «cheguei».A Francisca vem cheia de si, em jeito de festa e com ar de asneira.A Francisca, debaixo dos caracóis, roubou do Caetano muitas histórias para contar.A Francisca gosta de inventar nomes. Da coelha Islândia Colorida ao dinossauro Bryaice.A Francisca gosta de vestidos e brincos de mola, gosta de cabelo solto e de viver à solta.A Francisca gosta tanto de pepinos e cenouras como de gomas e chocolate.A Francisca é a minha doce companheira de aventuras.A Francisca que adora mergulhos e detesta caminhar.A Francisca que segue voando. O meu unicórnio, de arco-íris no sorriso.Eu é que sou Sagitário, mas tu és a flecha há 4 anos largada no meu coração!ParaaFrancisca background imagebackground image 9SOBRE MIM13SOBRE ESTE LIVRO19A MINHA FILOSOFIA22NA HORTADe volta à terra24NO MERCADORevolucione as suas compras e seja um consumidor consciente32EM CASAOrganização é a sua melhor aliada36NA COZINHA«Mãe eu quero ser chef…»40NA MESADe pequenino se torce o pepino…45SOCORRO, O MEU FILHO NÃO QUER COMER49COMIA TUDO TÃO BEM E AGORA É ISTO57QUANDO O PROBLEMA É A OBESIDADE INFANTIL61AS MINHAS DICAS E RECOMENDAÇÕESAs 10 regras de ouro…67RECEITAS69Pequeno-almoço91Almoço101– Sopas, saladas e acompanhamentos101 – Prato principal119Lanche139Jantar139 – Sopas e saladas151 – Prato principal169ÍNDICE DE RECEITAS173Simbologia175MENU SEMANAL178BIBLIOGRAFIA180OBRIGADA A TODOS!ÍNDICE background imagebackground image background imagebackground imageEm 2016, depois de ser mãe da Francisca, criei o projecto«Papinhas da Xica». A Francisca ia iniciar as primeiras papinhas e a ideia de criar um projecto que aliasse as minhas competênciasenquantonutricionistaeomeudia-a-diaenquantomãenãomesaíada cabeça. Assim, surgiu esta plataforma de comunicação em nutriçãoinfantil, que compreende o blogue e as respectivas redes sociais, bemcomo os meus dois livros.Comecei a receber um imenso e positivo feedback, sobretudo deoutras mães e seguidoras. As perguntas e os comentários multipli-cavam-se no Facebook e no Instagram e isso fez-me reflectir acercado meu percurso e na importância da alimentação saudável ao longoda minha vida. Iniciar um projecto que tem uma grande componente de partilha de receitas faz com que muitas pessoas acreditem quesou uma verdadeira chef, o que não é de todo verdade.Na minha infância e adolescência, tive a sorte de ter uma mãe muito conscienciosa. Tive uma alimentação com uma base profundamente mediterrânica. Abrir o frigorífico em casa dos meus pais foi sempreumaexperiênciaolfactiva,poisestásempreatransbordar pelascostu-ras com fruta e vegetais da época. A minha mãe sempre cozinhoucom azeite de qualidade, tínhamos sempre sopa, as leguminosaseram presença assídua, o peixe era mais frequente do que a carne,osrefogadoseram feitoscomtomates quehaviam sido colhidosecongelados em pleno Verão, quando estavam mais maduros e doces e que, juntamente com pimentos e salsa, davam vida e cor a qualquercomida de panela: comida de verdade!SOBREMIM9 background imagebackground imageConsidero-me uma privilegiada por ter contado com uma mãe quecozinha súper bem e que todos os dias nos preparava uma refeiçãodeliciosa.Por isso, cozinhar sempre fez parte da minha vida, mais como algoque sempre esteve ali do que como objecto de

Seja o primeiro a receber histórias como esta