Loading...

O QUE QUERES SER?

Maria João Viegas   Marta Monteiro  

0


Excerto

ANTES DE COMEÇARES A LER

O Que Queres Ser (quando fores grande)? é uma pergunta a que nenhum de nós pode escapar se crescer em qualquer país do mundo ocidental. Surge pela primeira vez ainda cedo, por vezes antes da escola primária, habitualmente por graça. No entanto, chega uma altura em que é a sério. Um dia todos têm de tomar uma decisão e, de repente, o mundo parece reduzir-se a Ciências, Artes, Economia ou Humanidades, ainda que os nossos interesses não se pareçam encaixar completamente em nenhuma destas áreas.

Quando a opção não é óbvia, como escolher? Seguir os conselhos de alguém ou atirar uma moeda ao ar? E será que aquelas quatro áreas são as únicas opções disponíveis? Esta escolha pode determinar o que vais fazer para o resto da vida, por isso, é importante tomar uma decisão refletida, que te permita seguir a carreira mais adequada para ti — que é, no fundo, aquela que fará com que te sintas mais feliz e realizado.

Fórmulas mágicas? Não temos. No entanto, se tens entre 14 e 18 anos e não sabes ainda O Que Queres Ser, acreditamos que este livro pode ajudar-te a descobrir qual a melhor profissão para ti, seja ela mais técnica ou mais intelectual. Se és um dos felizardos que já sabe o que quer ser, convidamos-te na mesma a ler e a confirmar que estás a fazer a escolha certa. E se te parece que este livro tem muitas páginas, não te iludas. Há páginas em branco que deverão ser escritas por ti ao longo dos desafios que te vamos lançando. Prometemos que vai valer a pena.

AOS PAIS

Há um momento inevitável em que os vossos filhos, ainda adolescentes, estarão prestes a tomar uma decisão que terá um grande impacto na sua vida adulta: vão escolher a área em que irão prosseguir os estudos ou a profissão em que querem formar-se. Se alguns jovens estão plenamente esclarecidos e seguros acerca da sua vocação, outros há — em muito maior número, arriscamos dizer — que, pelo contrário, se veem perdidos no momento de fazer uma escolha de carreira. Sem contar com aqueles que julgam saber a profissão que querem seguir, mas, na realidade, não se informaram devidamente e estão equivocados acerca da sua escolha. Para piorar a situação, as ferramentas disponíveis para ajudar os jovens nesta tomada de decisão têm grandes limitações e são, com frequência, pouco esclarecedoras.

A nossa experiência como professoras no ensino secundário e superior tem-nos mostrado inúmeros casos de escolhas de curso falhadas e de uma angustiante incerteza acerca da própria vocação. Os próprios critérios de decisão para as opções académicas são, grande parte das vezes, preocupantes: fortemente dominados pela opinião dos amigos, pelos estereótipos criados pelos meios de comunicação social e absolutamente despidos de uma pesquisa criteriosa de informação em fontes fidedignas. O resultado é, muitas vezes, problemático: os jovens descobrem que não tomaram a melhor decisão já após terem ingressado no ensino superior e acabam por deixar cadeiras para trás, perder anos ou até mudar de curso porque se sentem profundamente desiludidos e desmotivados. Além de uma perda do seu próprio tempo, o investimento financeiro feito pelas famílias acaba por ser também desperdiçado, sem esquecer os muitos que não têm possibilidade de voltar atrás e reajustar as suas escolhas académicas, acabando por ver as suas opções muito limitadas no mercado de trabalho e tantas vezes obrigados a aceitar empregos desajustados aos seus talentos e vocação. Naturalmente, esta é uma situação indesejável tanto para os próprios, que não se sentem felizes nem realizados no trabalho que desempenham, como para as empresas ou instituições que procuram, acima de tudo, trabalhadores motivados e eficientes.

O facto de sermos recorrentemente confrontadas com estas situações no desempenho do nosso trabalho como professoras alertou-nos para este problema e motivou-nos a elaborar uma solução. Após um aceso debate de ideias, foi-se tornando cada vez mais clara e consensual a necessidade de criar uma forma de levar os jovens a tomar uma decisão que tivesse em conta o que eles são, o q

Seja o primeiro a receber histórias como esta