Loading...

HISTóRIA SOCIAL CONTEMPORâNEA: 1808-2000

António Costa Pinto   Nuno Gonçalo Monteiro  

0


Excerto

HISTÓRIA SOCIAL

CONTEMPORÂNEA

PORTUGAL: 1808–2000

António Costa Pinto e Nuno Gonçalo Monteiro

A história social não é uma das designações mais difundidas de entre o vocabulário dos historiadores. E, no entanto, foi aos indicadores sobre a sociedade que mais se recorreu quando se pretendeu destacar o «atraso» ou desfasamento português, sobretudo, ao longo do século XX. Invocava-se então a elevadíssima mortalidade infantil, as altas taxas de analfabetismo ou a persistente emigração para identificar as arrastadas maleitas portuguesas, cuja responsabilidade se atribuía, sobretudo, ao regime político, em particular ao Estado Novo.

Embora fossem frequentes no primeiro liberalismo português as referências à sociedade e ao social, a expressão «história social» tardará a ser utilizada e ficará geralmente restrita a um uso muito contextual. Só no último quartel de Oitocentos se tornará menos rara, aparecendo então por vezes com um cunho claram

Seja o primeiro a receber histórias como esta