Loading...

A MEDIDA DO HOMEM

Marco Malvaldi  

4


Excerto

DRAMATIS PERSONÆ

A OFICINA

LEONARDO DI SER PIERO DA VINCI: pintor, escultor, arquitecto, engenheiro da corte e assaz avesso a fantasias. Em suma, um homem de génio.

GIAN GIACOMO CAPROTTI, DITO SALAÌ: aprendiz na oficina de Leonardo, aluno predilecto, ladrão, mentiroso, obstinado, guloso. Mas também tem defeitos.

MARCO D’OGGIONO, ZANINO DA FERRARA, GIULIO, O ALEMÃO: outros alunos do génio de Da Vinci.

RAMBALDO CHITI: ex-aluno de Leonardo e, infelizmente para ele, ex-muitas outras coisas.

CATERINA: mãe amorosa de Leonardo, concebido quando ela e ser Piero da Vinci, notário, eram ainda jovens e inexperientes. Mulher de muitas, demasiadas, atenções pelo nosso e de igual superabundante franqueza.

A CORTE

LUDOVICO, O MOURO: duque de Bari e senhor de Milão, um metro e noventa de físico maquiavélico, filho ilegítimo de Francesco Sforza. Não é claro se é melhor a comandar ou a foder, mas as duas coisas agradam-lhe bastante.

FRANCESCO SFORZA: morto e enterrado há mais de vinte e sete anos, mas o omnipresente pai de Ludovico, o Mouro. Em sua honra, há um gargantuesco cavalo de bronze a fazer.

GIACOMO TROTTI: embaixador, olhos e ouvidos do duque de Ferrara, Ercole I d’Este. Já não é jovem, mas é um hábil intérprete da vida da corte. Meio espião, talvez, mas é para isso que lhe pagam.

BEATRICE D’ESTE: filha do duque de Ferrara e mulher de Ludovico, o Mouro, gorda de aspecto e de dote, ingénua mas não ao ponto de não se aperceber dos muitos frufrus de saias pelos corredores do castelo.

ERCOLE MASSIMILIANO: filho de o Mouro e de Beatrice. Tem dois anos, mas já é nobre.

TEODORA: ama-de-leite do pequeno Ercole Massimiliano.

MAXIMILIANO DE HABSBURGO: vienense, imperador do Sacro Império Romano-Germânico. Não está no palácio, mas é como se estivesse.

BIANCA MARIA SFORZA: sobrinha de Ludovico, o Mouro, prometida em casamento a Maximiliano para o Natal iminente.

LUCREZIA CRIVELLI: amante de Ludovico, o Mouro, será retratada por Leonardo na tela conhecida como La Belle Ferronnière. Mas não é preciso apregoá-lo.

GALEAZZO SANSEVERINO: conde de Caiazzo e de Voghera, genro fiel de Ludovico, o Mouro, homem de acção e de pulso de ferro. Dos três Galeazzi do romance, é o mais importante.

BIANCA GIOVANNA SFORZA: sua mulher, filha legítima de Ludovico, o Mouro.

AMBROGIO VARESE DA ROSATE: astrólogo da corte, de púrpura adornado. Especialista nos movimentos das estrelas, solícito gerador de horóscopos. Costuma dizer que, nas previsões, o importante é prever um acontecimento ou uma data, mas nunca as duas coisas juntas.

PIETROBONO DA Ferrara: rival directo de Varese da Rosate.

BERGONZIO BOTTA: cobrador de impostos do duque de Milão.

MARCHESINO STANGA: superintendente do erário da corte, pagador oficial, oficioso importuno.

BERNARDINO DA CORTE: castelão.

REMIGIO TREVANOTTI: fâmulo.

ASCANIO MARIA SFORZA VISCONTI: cardeal, irmão de Ludovico, o Mouro. Na época não existia qualquer lei sobre o conflito de interesses.

GIAN GALEAZZO MARIA SFORZA: duque legítimo de Milão, enquanto filho do irmão mais velho de Ludovico, Galeazzo Maria, assassinado alguns anos antes. Após ter tentado a bem governar no seu lugar e ter organizado para a sua boda de casamento a Festa do Paraíso, entregando as espectaculares cenografias precisamente a Leonardo, o tio Ludovico prendeu-o gentilmente no Castelo de Vigevano.

ISABEL DE ARAGÃO: sua esposa. Nunca se vê, e é melhor assim.

BONA DE SAVOIA: mulher de Galeazzo Maria e mãe de Gian Galeazzo Maria Sforza, além de regente do Ducado de Milão até Ludovico a prender na torre do castelo, que tomará o seu nome.

CICCO SIMONETTA: seu fidelíssimo conselheiro e valente homem de Estado, que paga com a cabeça (em sentido não metafórico) a fidelidade a Bona.

CATROZZO: anão da corte com alguma inteligência, poliglota. Obsceno, como convém a todos os verdadeiros ases do riso e das piadas.

PALÁCIO CARMAGNOLA

CECILIA GALLERANI: mulher de grande cultura e elegância, salva do destino monástico por Ludovico, que faz dela a sua juveníssima favorita. Em tempos mais recentes, após ter sabido que a engravidara, o próprio Mouro tratou de a dar em casamento ao conde Carminati de Brambilla, dito Bergamini. É ela a Dama com Arminho que podemos admirar até hoje em Cracóvia.

CESARE SFORZA VISCONTI: filho ilegítimo de Ludovico, o Mouro, e de Cecilia. Não tem muitos anos, dois, apenas, mas já possui bens razoáveis de raiz: aquando do seu nascimento o pai doou-lhe o Palácio Carmagnola, onde hoje tem a sua sede o Piccolo Teatro de Milão.

TERSILLA: alegre e loquaz dama de companhia de Cecilia Gallerani.

CORSO: camareiro de Cecilia Gallerani.

OS FRANCESES

SUA MAJESTADE CRISTIANÍSSIMA CARLOS VIII: rei de França. Débil de corpo e de intelecto, nunca participou numa batalha mas tagarela muito sobre a guerra, invadir Itália e tomar Nápoles. Como se costuma dizer, armemo-nos e ide.

LUÍS DE VALOIS: duque de Orleães, seu primo, futuro condottiero na campanha para conquistar o reino de Nápoles, acalenta pretensões secretas ao Ducado de Milão (enquanto descendente de Valentina Visconti, sua avó).

PHILIPPE, DUQUE DE COMMYNES: legado francês em terras de Itália e em conluio com o duque de Orleães.

ROBINOT E MATTENET: o feio e o bonito. Esbirros desastrados do duque de Commynes, têm uma missão secreta a levar a cabo em Milão.

PERRON DE BASCHE: natural de Orvieto, depois embaixador por conta de Sua Majestade Cristianíssima Carlos VIII e do duque de Orleães.

CARLO BARBIANO DI

Seja o primeiro a receber histórias como esta